sexta-feira, 2 de julho de 2010

1º dia - Madrid

Quatro horas de estrada, dez horas de vôo, 1h de metrô e mais alguns minutos a pé. Sem banho, sem dormir, comendo mal, poltronas duras e não reclináveis e o maldito fuso horário. Esse é o preço que paguei pelos meus pecados ao longo dessa vida. Enfim, pisei em solo Europeu. Madrid... Espanha... Europa! Uma infinidade de possibilidades para o pecado! Fora isso tudo, a sensação de estar em outro país é excitante. O ar Europeu é diferente, tem uma menor concentração de CO2 que no Brasil, hehe... brincadeira!
Ficamos em um hostel, chamado Cat´s, no centro de Madrid. Um tutuzinho! (http://www.catshostel.com/) O legal de ficar em um lugar destes é o numero de amizades que se pode fazer em pouco tempo com as pessoas mais diferentes e regiões diversas.
Chegamos em cima da hora para o jogo do Brasil contra Portugal, convencemos os ingleses, canadenses e afins para se juntarem a nós e torcerem pelo Brasil e como sou muito convincente, está aí o resultado:




Esse um litro de cerveja acabou com o Ricardo e eu. Morremos no hostel até a noite, onde fomos acordados por um casal de amigos nossos, do Brasil: Carol e Thiago. Combinamos nosso passeio para o próximo dia, Toledo.
Como a noite é sempre uma criança, tomamos nosso banho, vestimo-nos com uma roupinha despojada, gel no cabelo e um drops na guela e pomo-nos a esbanjar por aqui. Descobrimos um bairro interessantíssimo e uma boate MA-RA-VI-LHO-SA. Aqui eu me reservo o direito de não comentar a noitada, apenas que valeu muito a pena.

Nenhum comentário: